• JPY
  • JP

イベント

30 Nov

Encontros com Pequenos Produtores (EPP)

Prova Gratuita — Loja da Conceição, 16h. às 18h

Na Garrafeira Nacional, onde não faltam referências conhecidas por todos, acreditamos que também existe espaço para os produtores mais pequenos e porque privilegiamos o estreito contacto dos nossos clientes com cada produtor, divulgamos os seus produtos de excelência para que estes sejam conhecidos e apreciados por um público cada vez mais exigente. Junte-se a nós neste encontro e venha provar projetos de nicho com origem no território nacional, esperamos por si na loja da Conceição!

PRODUTORES
EM PROVA

Ramilo Wines - Lisboa

2013. Foi este o ano em que os irmãos Pedro e Nuno Ramilo, desafiados pelo pai, decidiram abraçar também eles uma tradição familiar de 4 gerações. Fizeram-no, mas com uma condição: que fosse à sua maneira. A partir daquele momento, não seriam apenas mais um produtor, com vinhos bons e iguais aos outros. Acreditaram que o caminho para o futuro estava ali, nas suas raízes, escondido nas encostas do Lizandro e nas areias de Colares, nas castas esquecidas da região, entre os socalcos e muros de pedra antiga das vinhas velhas. Reabilitaram as quintas da família, salvaram vinhas antigas e plantaram novas. Foram firmes na ideia de replantar, em pé franco, as vinhas de ramisco das areias de Colares, e estão hoje à beira de se tornar o maior produtor privado da região. Hoje, os seus vinhos frescos, elegantes e com uma profundidade que só a sua região lhes consegue dar, conquistam fãs um pouco por todo o mundo e prometem ajudar a redescobrir os segredos de uma região que já foi olhada, em tempos, como a melhor de Portugal.


Quinta dos Nogueirões - Douro

Tudo começa há muitas décadas atrás, com a vinda do Sr. Manuel Monteiro, natural de Bragança, para a região do Douro na atividade de preparação dos terrenos com Buldozers para plantação das vinhas, um pouco por toda a região do Douro. Após o casamento com a minha mãe, Arlete Salta Monteiro, natural de São João da Pesqueira, iniciam o seu projecto vitícola nos terrenos por ela herdados e outros adquiridos – Quinta dos Nogueirões, Quinta do Praito e Quinta da Portela, entre outras propriedades de menor dimensão, todas elas localizadas na margem direita do Rio Torto, com plantações de vinha, olival, cerejal, amendoal e souto. Este trabalho mantém-se até aos dias de hoje e os 5 filhos, desde cedo, ajudaram na construção deste património com mais de 60ha e quase 200 toneladas de produção de uvas, criando assim afinidade e cumplicidade com a terra e a Região. Em 2011, e após décadas de venda das uvas produzidas às melhores empresas produtoras de vinho do Porto e de mesa do Douro, estavam reunidas as condições para iniciar um novo passo no projecto familiar a transformação e comercialização da nossa matéria-prima. Nasce assim a empresa Quinta dos Nogueirões, nome oriundo da propriedade de maior dimensão da família. Da excelente localização das nossas quintas, aliado às castas autóctones plantadas, boas práticas vitícolas no âmbito da Produção Integrada, à vinificação e estágios por métodos ainda tradicionais, conseguimos “néctares” diferenciadores, de fruta concentrada e expressões singulares provenientes de um terroir de excelência para produção de vinho generoso. Até à data houve uma continuidade de investimentos e intervenções nos terrenos com novas plantações de vinhas, olivais e criação de espaços destinados ao enoturismo assim como a construção de uma nova adega, que vai permitir ampliar toda a dimensão produtiva da empresa.


Vale da Capucha - Lisboa

Vale da Capucha, herdeira de gerações de produtores/armazenistas de vinho desde 1858 alterou profundamente a sua vitivinicultura em 2006, com o arranque de todas as vinhas existentes e a instalação maioritária de castas brancas portuguesas. Apenas a 10 km da faixa costeira e da influência marítima, os solos fossilíferos argilo-calcários de origem oceânica, juntamente com as pequenas amplitudes térmicas que permitem o lento amadurecimento, são duas das variáveis que dão corpo a um terroir único para a produção de vinhos do segmento premium.


Herdade Vale D'Évora - Alentejo

Os vinhos Discórdia são produzidos a partir das uvas colhidas numa vinha de 10 hectares aberta sobre a paisagem selvagem da Herdade Vale d’Évora. À semelhança do Douro, os solos de xisto e o clima agreste da região fazem com que a vinha viva no limite e numa luta pela sobrevivência, resultando dessa condição fruta arejada, com boa concentração e estrutura. A proximidade ao rio Guadiana proporciona o toque de acidez que importa para o equilíbrio final do vinho.


Localização
  • Loja Conceição
    Rua da Conceição 20/26
    1100-227 Lisboa - Portugal

    Seg. a Dom.: 10h00 - 21h00